Segunda-feira, 24 de Novembro de 2014  

Notícias
10/07/2012
Suspeitos de desvio de dinheiro público em São Manuel são libertados



Por intermédio de um habeas corpus impetrado na Justiça, os dois ex-diretores municipais da Prefeitura de São Manuel (negócios jurídicos e administração) que estavam presos em Barra Bonita, foram colocados em liberdade.

Eles haviam sido presos dia 28 de junho, na “Operação Paraíso”, da Polícia Federal de Bauru e Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado e Ministério Público de São Manuel que investigam suposto esquema de fraude em concurso público e desvio de dinheiro do Hospital Casa Pia São Vicente de Paula, que recebe verbas da Prefeitura, envolvendo diretores e dois empresários, que prestam serviços ao município na área da saúde.

Os advogados de defesa dos dois ex-diretores conseguiram habeas corpus no plantão do Tribunal de Justiça, em São Paulo, para responderem ao processo em liberdade. Acusados estavam presos desde o dia 28 de junho quando a Polícia Federal e o Gaeco cumpriram diversos mandados de busca e apreensão, inclusive na Prefeitura.

Foram apreendidos documentos, computadores, veículos e dinheiro com os acusados de envolvimento no suposto esquema de desvio de verba pública, coordenado pela empresa Paulistana, instituição responsável pelo gerenciamento do Programa Saúde da Família do Hospital e principal alvo da investigação.

Foram presos Paolo Bruno (diretor jurídico da prefeitura e do Hospital), José Fernando Ardemani (presidente do Hospital e diretor de Administração e Finanças da Prefeitura), Carlos Marcílio Júnior Balestrero (diretor municipal de Saúde), Manoel Seabra Suarez (diretor da empresa Paulistana) e Marcela Badaró Dias (diretora da empresa Paulistana).

{bimg:32612:alt=interna:bimg}
{tam:25px}Prefeito licenciado reassume{/tam}

Nesta terça-feira (10), o prefeito licenciado de São Manuel, Tharcílio Baroni Júnior reassumiu o cargo. O vice Vilson José Innocente, que assumiu a prefeitura na licença de Baroni, também é investigado no caso de desvio de verba e foi afastado do cargo pela Justiça.

Baroni Júnior protocolou na última sexta-feira (06) o cancelamento da licença médica e reassumiu o cargo. O chefe do Executivo sãomanuelense estava afastado do comando da Prefeitura desde novembro do ano passado para tratamento de saúde.

O retorno de Baroni ao Executivo, atestada por seu médico, vai evitar uma situação inusitada em São Manuel por falta de alguém para assumir Prefeitura até dezembro de 2012. A Lei Orgânica do Município, prevê que na falta do prefeito e do vice, quem assume o cargo é o presidente da Câmara Municipal. Porém, ele é candidato à reeleição a vereador e impossibilitado de assumir.

Sem o prefeito, vice e presidente da Câmara, quem deveria assumir a chefia do Executivo seria o diretor de negócios jurídicos (Paolo Bruno), mas ele está sendo investigado por suspeita de estar envolvido em fraudes. Então a responsabilidade ficaria com o diretor administrativo e de finanças (José Fernando Ardemani), que também está passando pelo processo investigativo. A derradeira opção seria o procurador jurídico da prefeitura, mas como é candidato a vereador não poderia assumir.

Fotos: Radio Integração / Valéria cuter















Telefones
(14) 3813-2505
(14) 99798-8673
(14) 99752-8116
(14) 99672-4414

Email
acontecebotucatu@hotmail.com
Redes Sociais



Newsletter
Cadastre seu email e fique por dentro
das novidades do Acontece Botucatu!



© Acontece Botucatu. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Vinícius