O Jornal  |  Parceiros  |  Contato
Página principal
Clique para visualizar a foto completa
 
publicidade
 
 
publicidade


Região
10/07/2012
Suspeitos de desvio de dinheiro público em São Manuel são libertados


Suspeitos de desvio de dinheiro público em São Manuel são libertados
Por intermédio de um habeas corpus impetrado na Justiça, os dois ex-diretores municipais da Prefeitura de São Manuel (negócios jurídicos e administração) que estavam presos em Barra Bonita, foram colocados em liberdade.

Eles haviam sido presos dia 28 de junho, na “Operação Paraíso”, da Polícia Federal de Bauru e Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado e Ministério Público de São Manuel que investigam suposto esquema de fraude em concurso público e desvio de dinheiro do Hospital Casa Pia São Vicente de Paula, que recebe verbas da Prefeitura, envolvendo diretores e dois empresários, que prestam serviços ao município na área da saúde.

Os advogados de defesa dos dois ex-diretores conseguiram habeas corpus no plantão do Tribunal de Justiça, em São Paulo, para responderem ao processo em liberdade. Acusados estavam presos desde o dia 28 de junho quando a Polícia Federal e o Gaeco cumpriram diversos mandados de busca e apreensão, inclusive na Prefeitura.

Foram apreendidos documentos, computadores, veículos e dinheiro com os acusados de envolvimento no suposto esquema de desvio de verba pública, coordenado pela empresa Paulistana, instituição responsável pelo gerenciamento do Programa Saúde da Família do Hospital e principal alvo da investigação.

Foram presos Paolo Bruno (diretor jurídico da prefeitura e do Hospital), José Fernando Ardemani (presidente do Hospital e diretor de Administração e Finanças da Prefeitura), Carlos Marcílio Júnior Balestrero (diretor municipal de Saúde), Manoel Seabra Suarez (diretor da empresa Paulistana) e Marcela Badaró Dias (diretora da empresa Paulistana).

interna
Prefeito licenciado reassume

Nesta terça-feira (10), o prefeito licenciado de São Manuel, Tharcílio Baroni Júnior reassumiu o cargo. O vice Vilson José Innocente, que assumiu a prefeitura na licença de Baroni, também é investigado no caso de desvio de verba e foi afastado do cargo pela Justiça.

Baroni Júnior protocolou na última sexta-feira (06) o cancelamento da licença médica e reassumiu o cargo. O chefe do Executivo sãomanuelense estava afastado do comando da Prefeitura desde novembro do ano passado para tratamento de saúde.

O retorno de Baroni ao Executivo, atestada por seu médico, vai evitar uma situação inusitada em São Manuel por falta de alguém para assumir Prefeitura até dezembro de 2012. A Lei Orgânica do Município, prevê que na falta do prefeito e do vice, quem assume o cargo é o presidente da Câmara Municipal. Porém, ele é candidato à reeleição a vereador e impossibilitado de assumir.

Sem o prefeito, vice e presidente da Câmara, quem deveria assumir a chefia do Executivo seria o diretor de negócios jurídicos (Paolo Bruno), mas ele está sendo investigado por suspeita de estar envolvido em fraudes. Então a responsabilidade ficaria com o diretor administrativo e de finanças (José Fernando Ardemani), que também está passando pelo processo investigativo. A derradeira opção seria o procurador jurídico da prefeitura, mas como é candidato a vereador não poderia assumir.

Fotos: Radio Integração / Valéria cuter

 
publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade



COMPARTILHAR  

Indicar a um amigo

   
publicidade
      
publicidade

publicidade
      
publicidade


Voltar
2014 - Acontece Botucatu - Todos os direitos reservados
Contatos : fone/fax (14) 3813-2505 / 99798-8673 - email : acontecebotucatu@hotmail.com